Infertilidade

 

A Infertilidade pode ser definida como a incapacidade de conseguir uma gravidez dentro de um determinado período de tempo, em geral 1 ano, ou a falha repetida de levar uma gravidez a termo.

Os fatores causais mais comumente associados com o abortamento habitual são de ordem genética, hormonal ou anatômica.

Os casos em que as pacientes apresentem 2 abortos precoces consecutivos ou 3 abortos no total, sejam consecutivos ou entremeados com gestações normais, devem ser avaliados citogeneticamente, assim como casos de gravidez que terminam com um feto ou criança anômala.

Como cerca de 40% dos casos de infertilidade estão relacionados a fatores masculinos, 50% a fatores femininos e 10% têm origem desconhecida, os parceiros devem ser avaliados simultaneamente.

Dentre as alterações cromossômicas identificadas em casais com abortamento habitual, aproximadamente 50% correspondem a translocações equilibradas, 24% a translocações Robertsonianas, 12 % a mosaicismo envolvendo os cromossomos sexuais e as demais consistem em inversões e outras alterações esporádicas.

Existem também evidências de que o polimorfismo das regiões de heterocromatina constitutiva pode aumentar o risco de progênie com alterações cromossômicas, uma vez que o aumento da região heterocromática pode acarretar em problemas no pareamento e na não-disjunção dos cromossomos na meiose ou ainda influenciar a expressividade de determinados genes, resultando em prole anormal, abortos ou mortes neonatais.


SEREHI, D. C. Avaliação dos Polimorfismos Cromossômicos das Regiões de Heterocromatina Constitutiva em Pacientes com Suspeita de Infertilidade e Aborto Habitual. Monografia apresentada a Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Metodista de São Paulo. São Bernardo do Campo, 2005. 40p.


 
CARIÓTIPO MASCULINO COM BANDAMENTO G.
46,XY
CARIÓTIPO MASCULINO COM
BANDAMENTO C E REGIÃO
HETEROCROMÁTICA AUMENTADA EM
BRAÇO LONGO DO CROMOSSOMO Y.
46,XY, Yqh+

 

 
CARIÓTIPO FEMININO COM BANDAMENTO G.
46,XX
CARIÓTIPO FEMININO COM
BANDAMENTO C E REGIÃO
HETEROCROMÁTICA AUMENTADA EM
BRAÇO LONGO DO CROMOSSOMO 9.
46,XX, 9qh+

 

 
CARIÓTIPO FEMININO COM BANDAMENTO G.
46,XY
CARIÓTIPO MASCULINO COM
BANDAMENTO C E REGIÃO
HETEROCROMÁTICA AUMENTADA EM
BRAÇO LONGO DO CROMOSSOMO 11.
46,XY, 16qh+

 

Rua Napoleão de Barros, 114 - Vila Clementino - São Paulo/SP - CEP 04024-000 - Fone: (11) 3229-2254
Todos os direitos reservados © 2006-2013 - Chromos Laboratório de Citogenética
Site melhor visualizado em 1024 x 768 pixels